A Barista Martha Grill participou da competição pela terceira vez e, com um discurso emocionado, venceu o título e vai representar o Brasil no Mundial que será realizado em Boston, EUA.

Martha Grill, barista e professora da Otávio Café, é a sexta mulher a vencer o Campeonato Brasileiro de Barismo, realizado entre 7 e 9 de fevereiro no Museu de Arte Moderna (MAM), no Rio de Janeiro. Esta foi a terceira participação da gaúcha na competição e, com o título, ela ganhou o direito de representar o Brasil no Campeonato Mundial da categoria, que acontece em abril em Boston, nos Estados Unidos.

Nesta competição, o barista tem 15 minutos para apresentar aos juízes um espresso, um cappuccino e um drinque não-alcoólico com café, enquanto faz uma explicação não só sobre o grão no moinho, mas sobre todos os insumos utilizados – do leite às misturas e preparos que vão parar nos drinques. Todos os aspectos sensoriais contam pontos e é raro um barista entregar as xícaras aos juízes sem perceptíveis tremores nas mãos.

A barista campeã entrou para o mundo do café especial há poucos anos: formada em artes cênicas, ela é conhecida por dar ares teatrais às suas apresentações. Martha falou sobre sua experiência como professora de barismo no último ano e dos grandes medos de seus alunos, desde a regulagem do moinho até a vaporização do leite. Com um discurso emocionado sobre preferir amar a temer, Martha arrancou aplausos da plateia de entusiastas e coffee lovers.

Em segundo lugar ficou Leo Moço, do paranaense Café do Moço, tricampeão nacional. O terceiro lugar ficou nas mãos de Daniel Munari, da Supernova Coffee Roasters, também de Curitiba (PR).

O campeonato, organizado pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), aconteceu concomitantemente a outras três categorias: Latte Art, Brewers e Coffee in Good Spirits.

O Coffee in Good Spirits é uma competição de drinques alcoólicos com café. O primeiro lugar da competição ficou por conta de Gabriel Guimarães, barista da Unique Cafés em São Lourenço (MG). Ele vai representar o Brasil no campeonato mundial da categoria, que acontece em junho, em Berlim. Em segundo lugar ficou o curitibano Juliano Lamur, do Bunker Motor Coffee, e em terceiro lugar ficou o brasiliense Daniel Viana.

O campeonato de Latte Art avalia desenhos feitos pelos baristas com o leite vaporizado e o espresso que compõem o cappuccino. O pódio ficou por conta de Leonardo Correa Ribeiro, da mineira Unique Cafés; João Michalski, do Café du Coin, de Cascavel (PR); e de Emerson Nascimento, da carioca Coffee Five.

Por fim, o campeonato de Brewers avalia cafés extraídos em métodos coados. A Octavio Café garantiu sua dobradinha com o primeiro lugar para Arthur Malaspina. Em segundo lugar ficou Léo Moço e, em terceiro, a barista Midori Martins da paulistana Um Coffee Co.


RelatedPost